Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesISPM recebe prêmio internacional pelo projeto Cidades Inteligentes
Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 699

ISPM recebe prêmio internacional pelo projeto Cidades Inteligentes

Publicado em Atualidades
24 Março 2015

O projeto catalyst “Smart city: Empowering governments to build” liderado pela ISPM foi premiado durante um dos maiores eventos realizados pelo TM Forum. O projeto terá continuidade que será apresentada em junho no TMForum Live! 2015, em Nice.

Durante o Digital Disruption 2014 a ISPM apresentou seu projeto catalyst “Smart citiy: Empowering governments to build”, desenvolvido em conjunto com um grupo de líderes da indústria, incluindo Verizon, China Telecom, Telefonica e ESRI, que foi reconhecido e premiado como o Projeto Catalyst mais Inovador.

O projeto foi escolhido por sua contribuição para a evolução dos padrões e estabelecimento de melhores práticas do TM Forum, usados para apoiar na concepção e implementação de iniciativas de cidades inteligentes.

O evento Digital Disruption do TM Forum é um dos mais importantes eventos no setor de IoT (Internet of Things), Virtualização de Redes e NFV (Network Function Virtualization) do mundo.  Durante o evento empresas apresentam projetos catalysts, trabalhos desenvolvidos por grupos de empresas globais prestadoras de serviços, fornecedoras de tecnologias, com o intuito de criar soluções inovadoras para desafios comuns da indústria.

O projeto “Smart citiy: Empowering governments to build” está em andamento e sua evolução será apresentada em junho, no TM Forum Live!2015, que acontece em Nice. Em sua primeira etapa, o intuito do projeto foi mapear o cenário e entender quais os recursos disponíveis dentro do TM Forum para a criação de uma Cidade Inteligente. O projeto de transformação de Águas de São Pedro em uma cidade inteligente está servindo de base para a validação dos conceitos e práticas criados e provando que o trabalho está no caminho certo.

A segunda etapa do projeto está dividida em três grupos: Plataforma de capacitação, processo de construção e mapeamento de processo operacional. Cidades inteligentes devem ter uma plataforma de capacitação para suportar o ecossistema de serviços digitais e o desenvolvimento de aplicações. Esta plataforma é também a base para o processo de construção, que tem por objetivo levar aos cidadãos uma melhor qualidade de vida e bem estar.  E, por fim, o mapeamento do processo operacional tem como objetivo definir como se gerencia uma cidade inteligente, como se faz o controle de processos e o fornecimento de serviços.

 

 

 

Entre para postar comentários