Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesHE:LABS anuncia holding e cria novas empresas: Impulso e Ignus

HE:LABS anuncia holding e cria novas empresas: Impulso e Ignus

Publicado em Atualidades
14 Dezembro 2017

Mudança amplia escopo de atuação e aposta em marcas com focos distintos em inovação e alocação de times

De olho no constante aumento das demandas do segmento de TI, a HE:labs, empresa global de tecnologia, anuncia que, a partir de agora, a HE:labs torna-se uma holding e lança duas novas marcas: a Ignus, com foco em inovação e transformação digital para grandes empresas; e a Impulso, especializada na alocação de times para desenvolvimento de software, com velocidade e custo-benefício mais competitivos.

Segundo Rafael Miranda, CEO da Impulso, a criação da holding surgiu a partir de uma necessidade de mercado. "A HE:labs já atuava tanto como uma parceira de inovação e transformação digital em grandes grupos quanto na alocação continuada de seu time nos projetos de software pré-existentes em grandes empresas. Para dar mais foco e agilidade a esses serviços distintos, surgiu a necessidade de separar essas verticais de negócio em duas empresas, e, dessa forma, aumentar de maneira exponencial nossa participação no mercado de tecnologia", explica.

Além de Miranda, Sylvestre Mergulhão também está à frente da Impulso, ocupando a posição de CIO. Os sócios Raphael Ozawa e Roberto Morais serão os responsáveis pela Ignus, como CEO e COO, respectivamente. Os colaboradores da HE:labs também foram realocados, passando a atuar separadamente em cada uma das empresas, de acordo com suas aptidões e soft skills.

Para fortalecer a presença global, o grupo pensa em expandir seus negócios para os Estados Unidos e Europa já no início do próximo ano. "Com esses movimentos, nossa expectativa é de que a holding feche o primeiro semestre de 2018 com um aumento no faturamento de até 50%, atingindo R$ 6 milhões. Além disso, vamos investir 10% do nosso faturamento em Marketing e Vendas para crescer e consolidar a base de clientes", comenta Raphael Ozawa, CEO da Ignus.

Entre para postar comentários

Login