Como a estratégia de multicloud pode garantir a eficiência operacional das empresas

As empresas têm apostado cada vez mais na tecnologia em nuvem para otimizar processos, melhorar os resultados internos e ajudar no processo de transformação digital, pois ela concentra o que há de mais moderno em termos tecnológicos, ganhando cada mais relevância. Para isso, existem diversas soluções que aceleram essas mudanças, como é o caso do multicloud.

Esse método consiste no uso de diversos provedores de hospedagem ao mesmo tempo para sustentar as suas aplicações. Segundo pesquisa realizada recentemente pelo Gartner, consultoria mundialmente reconhecida por seu vasto conhecimento na facilitação da tomada de decisão, 80% dos entrevistados que são adeptos à nuvem pública utilizam mais de um provedor de serviços em nuvem.

Assim, as companhias não dependem apenas de um fornecedor de nuvem e isso vai ajudar a reduzir os riscos de interrupções, pois a infraestrutura torna-se mais resilientes. Além disso, essa solução permite que elas utilizem os provedores que vão suprir a todas as suas necessidades, assim o cliente tem a liberdade de escolher aquela que irá lhe atender de forma operacional e financeira.

Por meio dela, é possível ter um controle maior sobre os valores gastos com cada servidor, pois à medida que os preços aumentam, o poder de negociação fica ainda mais disputado. Outra vantagem é a segurança. No momento que os serviços são distribuídos para outras plataformas, elas se tornam resistentes a ataques e caso haja alguma falha, outras estarão disponíveis para assumir o serviço. Isso irá garantir mais eficiência as empresas.

Mas, mesmo diante dessas vantagens, o multicloud possui algumas particularidades. Para que eles funcionem da melhor forma, é preciso que haja uma boa comunicação entre nuvens e um sistema de gerenciamento de custos. Ela precisa ser planejada para não encarecer a conta com tráfego de dados.

Outro ponto a ser destacado é a respeito do gerenciamento de recursos, pois a equipe de TI deve realizar revisões recorrentes no ambiente de nuvem, a fim de encontrar inconsistências e investimentos que podem ser desperdiçados. Por outro lado, há possibilidade de buscar novas soluções que tragam melhorias para o negócio.

Por fim, concluo que a nuvem é um universo de possibilidades com uma gama de serviços que podem ser implementados. A partir do momento em que se conhece um desafio real do negócio, é possível construir qualquer ferramenta. Por isso, eu digo que, para os próximos anos veremos um uso intensivo da tecnologia para diferentes finalidades, seja para analisar dados como também para criar sistemas computacionais avançados. Pense nisso!

(*) CEO da SGA TI em Nuvem.