Para ser mais produtivo em 2015

Mais um ano terá início e, para que 2015 realmente seja diferente profissionalmente para as pessoas, mudanças de atitudes são necessárias, principalmente em busca de otimizar o tempo no trabalho, melhorando sua produtividade.

Saber utilizar o tempo a seu favor é um grande diferencial para os profissionais, independente a área de atuação. Pois, são grandes os resultados que se tem com a capacidade de organizar bem as ações no serviço, produzindo adequadamente dentro dos horários de trabalho, evitando horas extras e dando os retornos necessários.

Porém, as dificuldades para um profissional se adequar a esta demanda de mercado é muito grande. Pensando nisso, há várias ações que podem e devem ser tomadas, veja alguns pontos que destaco:

Liberte-se de elementos eletrônicos que tire o foco do trabalho como é o caso hoje do computador conectado na internet: - Chats, WhatsApp, redes sociais, Skype, messengers, curiosidades… Tudo isso tira sua atenção, sabota seu foco e dificulta a realização de tarefas. Reserve um tempo no seu dia para cuidar dos seus e-mails e relacionamentos, mas não permaneça 100% do tempo conectado;
- Foque nas ações a serem tomadas, para isso faça uma lista de todas as tarefas do dia e ordene suas realizações, fazendo as mesma na sequência estabelecida e dando o devido foca a cada uma delas, estarmos preocupados com muitas coisas fazem com que não façamos nenhuma ação adequadamente;
- Evite se comprometer com mais do que suporta. Para parecerem produtivos muitos profissionais acumulam várias obrigações, muitas dessas que não são nem mesmo sua obrigação e desejam resolver tudo, saiba que cada um tem seu escopo de trabalho e é pago para isso, assim, focalize seu objetivo fim;
- Evite levar para empresa problemas pessoais, muitas vezes isso é impossível, mas evite que esses impactem pesadamente nos resultados do trabalho, lembrando que a alta de concentração na tarefa em execução pode levar a retrabalho ou prejuízos muito maiores;
- Se motive e faça sempre o melhor, muitos colaboradores não buscam fazer um trabalho diferenciado, criando um círculo vicioso na relação da acomodação que gera desmotivação;
- Por mais que seja convidativa, a procrastinação gera acumulo de serviços, assim evite deixar tudo que se pode fazer hoje para o amanhã, pode parecer que não haverá problemas mas pode ter certeza que o resultado não será positivo;
- O descanso é fundamental para que se possa ser produtiva. Nenhum profissional é 100% do seu tempo, temos que cada vez mais exercer o famoso ócio criativo. Assim é necessário relações balanceadas. Separe suas atividades em: Crises (importante e urgente), Urgências (urgente mas não importante), Planejamento (importante mas não urgente) e Rotina (nem importante e nem urgente).

Estabelecendo bem esta relação com o tempo, o profissional terá muito mais tempo para sua vida pessoal, caindo com o mito de que o colaborador dedicado é o que só pensa no trabalho. Ser workaholic não é bom, pois afeta diretamente a saúde, família e qualidade de vida.

(*) Diretor executivo da Innovia Training & Consulting