A demissão que não educa

A demissão do diretor comercial da empresa de Internet, após o episódio de uso indevido do Twitter na companhia, apenas mostra uma coisa: que esta demissão não educa.

 

Ele errou. Pediu desculpas. Foi pouco, pode ser. Talvez tirar uma foto com a camisa do tricolor e publicá-la na web. Seria uma humilhação? Não. Futebol deveria ser uma festa e não uma guerra.

Mandar os torcedores do time adversário “chuparem” pode ser ofensivo, mas o diretor comercial, corintiano, pedindo desculpas significa que ele “chupou” também. Se fosse vestindo a camisa do São Paulo F.C. seria chupar em dobro. Afinal, chupar é uma festa. E por falar em festa, ele deveria também pagar uma rodada de tubaínas para os tricolores da empresa