Dinheiro barato para informatizar pequenas empresas

Para se tornar e se manter competitiva, a pequena ou média empresa necessita informatizar seus processos de negócios. No entanto, a esmagadora maioria enfrenta limitações financeiras para adquirir software de gestão adequado à suas necessidades e de acordo com o seu porte.

Uma excelente boa notícia para estas empresas vem do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador – CODEFAT, que aprovou no último dia 25 de março uma linha de crédito no valor de R$ 100 milhões para que as micro e pequenas empresas possam adquirir software de gestão empresarial de fabricação nacional.

 As taxas de juros e spread são compatíveis com as menores entre as disponíveis com dinheiro do FAT e o recurso será operado pelo Banco do Brasil. Além dos juros baixíssimos, o tomador ainda terá seis meses de carência e 36 meses para quitar o financiamento. Prevê-se que em torno de 60 dias os recursos já estejam disponíveis. São condições similares às encontradas para financiamento de máquinas, por exemplo, mas que nunca estiveram disponíveis para bens intangíveis como o software. 

Espera-se que a indústria nacional de software de gestão tenha uma bela revigorada com tal medida. E mais, que a linha seja totalmente utilizada e que o CODEFAT amplie seu valor já no próximo ano. Os fabricantes nacionais de software de gestão terão uma oportunidade para oferecer suas soluções em condições altamente vantajosas.

(*) Presidente da Comissão Parlamentar Mista de Informática do Congresso Nacional